Criar e reciclar ilimitadamente, esse é o conceito do Cradle to Cradle

Criar e reciclar ilimitadamente, esse é o conceito do Cradle to Cradle, traduzido o termo significa Do berço ao berço, um conceito criado pelo químico alemão Michael Braungart e pelo designer norte-americano William McDonough, que há trinta anos se dedicam a soluções de sustentabilidade para além da reciclagem, daí a ideia de que cada produto deve se reciclar ilimitadamente e não apenas ser retransformado e ter o mesmo fim, o lixo.

Portanto trata-se de aumentar a vida útil de um produto ou processo que diminua o
impacto ambiental e preserve a natureza.

Conceito de criar e reciclar ilimitadamente

Esse conceito pode ser utilizado por qualquer processo industrial, mas estes deverão alterar seus processos produtivos utilizando novos materiais que substituam os existentes no que tange a poluição e envenenamento, atualmente existem mais de 55 bases de dados com substitutos dos materiais em uso para a indústria. Vamos a um exemplo de como mudar um processo para atender o cradle to cradle, se pensarmos em livros, que são feitos de papel provindos de árvores e que utilizam tintas tóxicas na impressão, estes ao serem reciclados podem gerar outros livros em papel de qualidade inferior, mas que não usa cloro para embranquecer a folha utilizada e são reprocessados para se tornar uma nova página de impressão. Mas e se pensássemos em utilizar ao invés de celulose, plástico com impressão em tinta a base de materiais orgânicos e que poderiam ser apagadas e reutilizadas para outras impressões, em um suporte que duraria muitos anos, essa é a ideia, do berço ao berço,
retornar ao início e não para o lixo.

Para por em prática é fundamental a participação de vários profissionais, mas o destaque estão para os químicos e designers, como os autores do livro Cradle to Cradle. Muitas
empresas do norte europeu e nos EUA já começam a aplicar esse conceito, entre elas a de móveis para escritório como a Steelcase e a Orangebox, que produzem produtos que podem ser desmontados mais que um vez, e que seus materiais são escolhidos por sua capacidade quase infinita de reutilização.

Fica então uma provocação, aquele móvel que herdamos de nossos pais ou avós, certamente foram construídos com madeiras nobres e são resistentes, antes de se desfazer deles, pense como ele pode ser transformado, reciclado e ter uma nova função, às vezes fazemos uma nova pintura ou pátina, e ele ganha uma sobrevida. Agora se você quer comprar um móvel novo pense no que o fornecedor oferece em termos de durabilidade, o quanto ele pode ser remontado, e inclusive se pode ser transformado em outro objeto, vamos mudar nossos hábitos para não comprar produtos que se deterioram, e optar por qualidade e durabilidade, afinal “cradle to cradle é como uma boa jardinagem, não se trata de salvar o planeta, mas de aprender a prosperar com ele.”

reciclagem
Piso com reaproveitamento de peças de madeira do telhado-Impacto Arquitetura

A Impacto Arquitetura criou este piso com as sobras do telhado, criando um retalho de madeiras e aproveitando o material que iria ser jogado fora, um conceito Cradle to Cradle

reciclagem
Deck de madeira feito com sobras do madeiramento do telhado-Impacto Arquitetura

¹ Cradle to Cradle criar e reciclar ilimitadamente – Braungart, Michael e McDonough, William – edição brasileira –  Editora GG 2014 www.ggili.com.br

Fonte:www.habitissimo.com.br

Colaborador: www.impactoarquitetura.com.br